O nosso saber a respeito do funcionamento cerebral dos jovens se torna imprescindível para lidar com esta etapa da vida de forma a torná-la mais significativa e saudável. O desafio é proporcionar novo significado aos relacionamentos. Estes “cérebros” precisam de orientação, mas isto somente ocorre se os seduzirmos ao auxiliá-los nesta etapa tão relevante e difícil. Eles somente aprenderão algo, se quiserem lutar por isto.