Amigos11

SEJA BOM E VIVA MAIS

Recebo diariamente em meu consultório pessoas que se consideram “danadas” e “lesadas” por serem bondosos com alguém.

É o cônjuge que traiu ou o colega que puxou o tapete, o amigo que expos a intimidade na rede social e te prejudicou com isso. São pessoas satirizando sua dificuldade, te inferiorizando e excluindo.

Kaufman que questionou o que há duas décadas psicólogos que denominaram “tríade obscura” dos traços de personalidade – narcisismo, maquiavelismo e psicopatia que eram associados ao sucesso e fracasso relacional/pessoal. Kaufman estudou o seu contraponto: a “tríade de luz”. Esta compreende três traços de personalidade que tem em comum o aspecto diferente, o de como você interage com os outros. Ver o melhor nas pessoas, ser rápido em perdoar, aplaudir o sucesso dos outros ao invés de ficar desconfortável manipulando as pessoas são os aspectos observados por Kaufman. São estes:

1 – o humanismo: definido como acreditar na dignidade inerente e no valor de outros seres humanos.

2 – o Kantismo: recebe o nome do filósofo Immanuel Kant, e neste caso, indica tratar as pessoas como fins em si mesmos”  e não apenas como parte de um jogo relacional.

3 – a fé na humanidade: acreditar que os outros humanos são fundamentalmente bons e não querem tirar vantagem de você.

O trabalho de Kaufman com a tríade de luz traz esperança nos seres humanos de que, apesar dos horrores do mundo, as pessoas são por padrão basicamente inclinadas para o lado da luz.
A luz e a obscuridade estão em todos nós.

A integração, reconhecimento e consciência destes aspectos no processo terapêutico nos torna equilibrados e saudáveis.

Este é o olhar psicossomático salientado por Carl Gustav Jung Psiquiatra suíço que adoto na filosofia e linha terapêutica

A abordagem psicossomática traz oportunidade de integração destes opostos, consequente humanização, acesso ao bem estar e vida saudável.