Independencia Emocional

O QUE É DEPENDÊNCIA EMOCIONAL?

 

A dependência emocional acontece quando uma pessoa projeta suas expectativas em outras pessoas, passando a depender do outro para se sentir feliz, capaz, para tomar decisões e até para se sentir amado. O dependente emocional sente muito medo de assumir a responsabilidade sobre sua própria vida, de tomar decisões erradas e de ser rejeitado. A dependência emocional se manifesta através de padrões de comportamento e sintomas:  

  •  Dificuldade para tomar decisões sozinho e de dizer não aos outros por medo de rejeição;
  • A pessoa cria o hábito de sempre se colocar em segundo plano fazendo tudo pelos outros;
  • Incapacidade de se sentir bem quando está sozinho, inclusive priorizando sempre motivar os outros a fazer com ele;
  • Exigência de atenção total do parceiro(a) e ciúmes doentio;
  • Falta de interesse por novos relacionamentos ou amizades;
  • Incapacidade de planos pessoais sem o outro (a) inserido;
  • Não consegue reconhecer o próprio valor dividindo sempre o mérito com o outro (a);
  • Insegurança relacional que acarreta possessividade e necessidade de controle.

A pessoa que é emocionalmente dependente sente muito medo de errar e ser rejeitada por seus erros. Isto acarreta a incapacidade de tomar decisões ou fazer qualquer coisa sozinha. Pessoas que foram muito superprotegidas na infância acabam crescendo dependendo da aprovação de outras pessoas e são as que geralmente apresentam este quadro.

TRATAMENTO

Valorize-se  Perceba suas características, valores, liste esses valores e aprenda a que pode se amar como ama e valoriza o outro.

Autor reconhecimento  Comemore cada conquista e pratique a própria meritocracia.
Individualidade Estar só é estar em companhia de si mesmo, ou seja, na própria companhia. Aprenda a se agraciar de sua e realize atividades pura e exclusivamente para si mesmo.

Confie em suas decisões  Somente você tem condições de saber o que pode ser melhor para si mesmo. Uma prática é simular qual conselho daria a um amigo que está na mesma situação?

Autocrítica  Pratique a auto compaixão, seja generoso e bondoso consigo mesmo. Pare de buscar a perfeição e sempre dê seu melhor em vez de querer ser o melhor.

Procure ajuda profissional  Se você se sente tão dependente a ponto de sufocar a própria individualidade e não conseguir enfrentar a vida sem o outro, o ideal é procurar ajuda profissional. Um bom psicólogo pode orientá-lo adequadamente, contribuindo para o processo de conquista da independência emocional.

Acredite: fazer terapia pode ser muito libertador!